Dúvidas frequentes

Para esclarecer as dúvidas mais comuns sobre o espiritismo, criamos esta seção no formato de perguntas e respostas.

 

O que é o espiritismo?

O espiritismo é religião, ciência e filosofia. Codificada por Allan Kardec (1804 – 1869), acredita na vida após a morte e na reencarnação. Sucessivas vidas trazem lições e aprendizados que contribuem com o aprimoramento moral e espiritual, de forma que, pouco a pouco, o espírito caminha em direção à perfeição. Tem como pilares o amor, a caridade e a humildade, além de alertar para a necessidade da reforma íntima para nos aperfeiçoarmos. Fundamenta-se nas obras de Kardec: O Livro dos EspíritosO Livro dos MédiunsO Evangelho segundo o EspiritismoO Céu e o Inferno e A Gênese.

“O Espiritismo vem abrir os olhos e os ouvidos, porquanto fala sem figuras, nem alegorias; levanta o véu intencionalmente lançado sobre certos mistérios. Vem, finalmente, trazer a consolação suprema aos deserdados da Terra e a todos os que sofrem, atribuindo causa justa e fim útil a todas as dores.”
(O Evangelho segundo o Espiritismo – capítulo VI)

O Espiritismo crê em Jesus e em Deus?O espiritismo acredita em Jesus Cristo

Sim, o espiritismo é uma religião cristã. Segue os ensinamentos de Jesus que estão reunidos no Evangelho segundo o Espiritismo. E acredita em Deus: a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.

Como funciona um centro espírita?

Nos centros espíritas há variados tipos de sessões: aulas para estudo da doutrina (destinada a adultos e com ramificações de Evangelização, adaptado às crianças, e Mocidade, ajustada aos jovens); desenvolvimento da mediunidade (àqueles que necessitam ou almejam desenvolver essa faculdade); palestras com temas do espiritismo; passes espirituais (que repõe e equilibram as energias); tratamentos espirituais (no qual a equipe do centro faz atendimento à distância para pessoas com problemas de ordem espiritual); além do auxílio a instituições carentes por meio de campanhas de arrecadação de alimentos e de roupas para doação.

Tudo é feito com muito amor, respeito e disciplina nos centros espíritas que seguem os ensinamentos de Allan Kardec. O ambiente é de paz e de tranquilidade. Não existe nenhum tipo de ritual, sacrifício ou adoração.

Nas sessões abertas ao público não há manifestação espiritual, então não há necessidade de receio quanto a ver ou ouvir algum espírito.

O que é um espírito?

Um espírito é o princípio inteligente do universo. Para uma simples compreensão, seria a alma. Enquanto que nosso corpo físico é apenas passageiro, o nosso espírito permanece para a vida no plano espiritual. Deus cria os espíritos simples e ignorantes para que evoluam moral e intelectualmente até atingirem a perfeição.

O que é a reencarnação?

É a volta do espírito para uma nova existência corpórea. Após o desencarne, o espírito passa alguns anos no plano espiritual, que é a verdadeira vida, período chamado de erraticidade. No momento oportuno, recebe a oportunidade de uma nova vida. Sucessivas encarnações servem para a nossa evolução moral e intelectual.

“A reencarnação, que consiste em admitir para o espírito muitas existências sucessivas, é a única que corresponde à ideia que formamos da justiça de Deus para com os homens que se acham em condição moral inferior; a única que pode explicar o futuro e firmar as nossas esperanças, pois que nos oferece os meios de resgatarmos os nossos erros por novas provações.” (Livro dos Espíritos, segunda parte, capítulo IV)

Por que não nos lembramos de encarnações anteriores?

Não nos lembramos de vidas anteriores para ganhamos a oportunidade de nos redimir de erros passados e de adquirir novos conhecimentos e aprendizados importantes para a evolução. Frequentemente, renascemos no mesmo meio, estabelecendo de novo relações com as mesmas pessoas, a fim de repararmos desavenças. Imagine que caos seria se nos lembrássemos que um ente próximo fora um algoz no passado, por exemplo? O ódio e o sentimento de vingança possivelmente nos dominariam e perderíamos uma maneira de aprender com a convivência a gostar da pessoa, a entender sua forma de ser e até ajudar-lhe a melhorar, superando assim desentendimentos anteriores.

As lembranças de vidas anteriores são perdidas?

Nada é perdido. O espírito, na vida no plano espiritual, lembra-se dos acontecimentos. Assim ele toma consciência dos erros praticados e tem a oportunidade de reconhecer como justa a situação em que se encontra, às vezes de sofrimento, e busca então numa nova existência uma forma de reparar o passado. Esse esquecimento ocorre no processo do reencarne. Mesmo assim, fica como que adormecido no espírito as memórias e também os aprendizados.

Podemos verificar isso quando sentimos uma conexão positiva ou o oposto, uma aversão, a alguém que às vezes mal conhecemos, muitas vezes deve-se a acontecimentos passados. Quanto aos conhecimentos adquiridos, vemos algumas crianças prodígio em Criança prodígio tocando pianocertas áreas do conhecimento, e dizemos que nasceu para aquilo. Lógico é pensar que ela traz esse conhecimento de outras vidas, mesmo sem lembrar, a ela é natural e rapidamente aprende, adquirindo ainda mais conhecimentos.

Nem mesmo o que precisamos melhorar em nós fica perdido: as presentes tendências más indicam no que precisamos nos corrigir, é o que trazemos de existências anteriores.

Quantas encarnações já tivemos? Esse número é igual para todos?

Já tivemos incontáveis encarnações e ainda teremos um longo caminho evolutivo ao ponto da perfeição. Deus, sendo justo e bondoso, nos dá a oportunidade de nos ajustarmos. O ódio, sentimento de vingança, maledicência, além de atitudes atrozes, atrasam nosso desenvolvimento. Precisamos buscar a reforma íntima, buscando o amor e a caridade, o bem e o amor ao próximo para evoluirmos. A vida é como a escola, se não aprendemos temos nova chance até acertar e nos formar, quando purificados de todas as mazelas e tendências ruins seremos perfeitos e viveremos em harmonia junto a Deus. Esse caminho é ditado por nós mesmos, por nossas escolhas. Assim, quem aprende antes precisa de menos encarnações.

O que é a lei de causa e efeito?

Perante a justiça de Deus, como forma de nos melhorarmos, a lei de causa e efeito mostra que toda ação tem uma reação. Nosso livre-arbítrio permite a liberdade de pensarmos e de agirmos, assim, nossas escolhas nos levam a agir correta ou erroneamente, e cada um de nós responde de acordo com nossos atos.

Temos dois caminhos para nos redimirmos: pelo amor ou pela dor. Ações positivas e de bem ao próximo levam ao progresso e, também, amenizam faltas cometidas anteriormente, mas muitas vezes não conseguimos agir assim, e o caminho alternativo é seguir pela dor.

“Por que sofrem uns mais do que outros? Por que nascem uns na miséria e outros na opulência, sem coisa alguma haverem feito que justifique essas posições? Por que uns nada conseguem, ao passo que a outros tudo parece sorrir? […] As vicissitudes da vida derivam de uma causa. […] Umas têm sua causa na vida presente; outras, fora desta vida.” (O Evangelho segundo o Espiritismo, capítulo V, Justiça das aflições)

E havendo causa, há consequência. Por isso vemos tantos em situação de miséria, seja essa material ou espiritual; por isso nosso mundo está cheio de males, doenças, tragédias. É Deus sendo justo, oferecendo-nos a oportunidade de sentir a mesma dor que cometemos a outro em nós mesmos.

“Se foi duro e desumano, poderá ser a seu turno tratado duramente e com desumanidade; se foi orgulhoso, poderá nascer em humilhante condição; se foi avaro, egoísta, ou se fez mau uso de suas riquezas, poderá ver-se privado do necessário; se foi mau filho, poderá sofrer pelo procedimento de seus filhos, etc.”

O que é a mediunidade?

A mediunidade é a faculdade do médium, pessoa essa que pode servir de intermediária entre os espíritos e os encarnados. Permite que uma entidade desencarnada se manifeste em nosso meio material. Todas as pessoas possuem mediunidade, porém, nem todas precisam desenvolvê-la. Em alguns ela se manifesta naturalmente, muitas vezes já desde a infância; em outros ela precisa ser desenvolvida, caso haja necessidade ou vontade. A mediunidade pode ser considerada como uma graça divina, pois é por meio dela que podemos evoluir com o auxílio ao próximo. Não há privilégios em ser médium e também desenvolvê-la não deve ser motivo de vaidade e não deve ser meio de progresso financeiro, nem tampouco pedir em troca alguma recompensa. Possui variados tipos com diferentes características, como a psicografia e a psicofonia.

Saiba mais sobre a mediunidade aqui.

Os espíritos de humanos podem reencarnar em corpos de animais?

Os espíritos de humanos não reencarnam no corpo de animais. Cada ser evolui dentro de sua própria espécie, assim, humanos sempre reencarnam como humanos.

O espiritismo acredita na vida em outros planetas?

Sim. Na frase de Jesus em que diz “há muitas moradas na cada de meu pai”, pressupõe a existência de variados mundos habitados, assim como as diversas destinações após o desencarne. Cada morada tem o grau de adiantamento relativo à população que o habita, e também segue em constante evolução. Há os que são inferiores a Terra, física e moralmente; outros da mesma categoria que o nosso; e os mais adiantados. As classificações dos mundos habitados são:

  • Primitivos: para as primeiras encarnações humanas
  • Expiação e Provas: onde domina o mal
  • Regeneração: onde ainda há expiações, mas com redução do mal
  • Ditosos ou Felizes: onde o bem prevalece o mal
  • Celestes: onde exclusivamente reina o bem
universo_diferentes mundos habitados
Imagem do Universo pelo telescópio Hubble

A Terra está no grau de Expiações e Provas. Nos mundos primitivos reinam as paixões, a maldade, sendo quase nula a vida moral. Lentamente, conforme ocorre a evolução, o mal vai dando espaço ao bem, e o planeta também evolui ficando mais estável (com menos ocorrências de desastres naturais, menor variação climática). Diminui gradativamente a influência da matéria, os corpos vão ficando menos densos, de tal maneira que, nos mundos mais adiantados, a vida é praticamente toda espiritual.


Para conhecer mais a doutrina espírita, consulte os livros básicos da codificação de Allan Kardec. Veja aqui.

2 comentários em “Dúvidas frequentes”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s