Matéria

O Natal segundo o Espiritismo

As origens da celebração do Natal remontam à Roma antiga. Existia uma festa pagã muito popular que homenageava o deus Sol Natalis Invictis Solis (Nascimento do Sol Invicto). A comemoração acontecia sempre em 25 de dezembro.

Séculos depois, a data foi utilizada pela Igreja de Roma para comemorar o nascimento de Jesus Cristo. Porém, essa data é contestada. O insigne espírito Humberto de Campos em sua obra Crônicas de Além-Túmulo, em psicografia de Chico Xavier, afirma que Jesus nasceu no ano 749 da era romana. Tal afirmação foi corroborada pelo astrônomo Rogério Mourão de Freitas após investigar o fato.

Entretanto, isso em nada ofusca o brilho, o significado e a importância em comemoramos o nascimento do messias todo ano em 25 de dezembro. A tradição venceu. Não se pode falar em Natal sem registrar aqui algumas palavras destinadas ao grande Rabi da Galileia1. Allan Kardec, assim se referiu a Jesus:

“Ele foi(é) um espírito superior da ordem mais elevada, colocado por suas virtudes bem acima da humanidade terrestre. Sua missão, pelos inúmeros resultados que produziu, foi daquelas que somente são confiadas aos mensageiros diretos da Divindade. Jesus não foi o próprio Deus, foi um enviado de Deus; foi um Messias divino.”

Em outra frase, o codificador ajunta: “Para o homem, Jesus constitui o tipo de perfeição moral a que a humanidade pode aspirar na Terra”.

Emmanuel em seu livro A Caminho da Luz (1938) psicografado por Chico Xavier no prólogo tece um comentário a respeito de Jesus: “Ele é um ser angélico e perfeito, nas suas mãos misericordiosas repousam o destino do mundo. Sua mensagem de amor no Evangelho é a eterna palavra da justiça, da fraternidade e da misericórdia. Ele é a luz de todas as vidas terrestres”.

Ramatís em seu livro O Sublime Peregrino (1954) comenta que “Jesus foi o mais sublime, heroico e inconfundível instrutor entre todos os mensageiros espirituais de vossa humanidade. É também o Governador do planeta Terra”.

Do livro O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. I, item 3, sob o título “Cristo”, separamos uma frase: “ele veio ensinar aos homens que a verdadeira vida não está na Terra, mas no Reino dos Céus; ensinar-lhes os caminhos que os conduz até lá e os meios de se reconciliarem com Deus”.

Ao nascer em uma manjedoura, Jesus deu a todos um incomensurável exemplo de humildade, virtude essa que além de outras tantas lhe era característica. Jamais vangloriou-se de seus feitos, jamais negou ajudar a quem quer que fosse, e sua aura fulgurante de 1 km de extensão envolvia a todos que dele se aproximavam absorvendo assim os seus fluídos amoráveis e possibilitando a curas de seus males.

Para o espiritismo e seus seguidores, o Natal é uma data de significado ímpar pois rendemos nossas homenagens ao excelso filho de Maria de Nazaré; o espírito mais evoluído que encarnou na Terra. É um momento de reflexão, onde devemos fazer uma prece a Jesus, externando a nossa gratidão pelas nossas realizações no ano que finda e também pelas dificuldades que enfrentamos porque, como sabemos, as mesmas são necessárias para a nossa evolução.

A data faz-nos lembrar da necessidade de sempre seguir e aplicar os seus mais profundos ensinamentos que formam um verdadeiro código de moral, tais como: perdoar; ser indulgente, tolerante, humilde; reconciliar com nossos desafetos; amar ao próximo; praticar a caridade constantemente nas suas mais variadas formas. Caridade essa que Jesus sempre praticou durante a sua curta e marcante existência entre nós.

Por Gilson Pereira

Nota: 1 Rabi da Galileia: a palavra “rabi” significa instrutor, aquele que conduz. Muitos judeus daquela época assim se referiam à Jesus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s